5 dicas do que evitar na hora de se vestir

, outubro 16, 2017


moda | dicas de moda | moda feminina | roupas | guarda-roupa | consultoria de moda | 5 coisas para evitar ao montar um look | moda 2017 | moda 2018

Uma das mais recorrentes dúvidas de moda que recebo por e-mail e com as quais trabalho em consultoria é "como me vestir adequadamente para a ocasião X". Amigas e colegas já brincaram comigo, dizendo que "vou estilosa até mesmo à padaria" - mas, é claro que não é bem assim. Quem nunca teve seus dias desleixados? Afinal, ninguém é obrigada a estar 100% do tempo impecável.

Há, no entanto, maneiras de "se mostrar ao mundo" de forma conivente com sua personalidade, evitando, assim, estar inadequadamente vestida - e, para isso, sugiro dar uma espiadinha na lista abaixo, nos 5 ítens que sugiro a você evitar na hora de escolher um look. Desta forma, fica mais fácil alcançar o 'bem-vestir' de maneira mais natural e empoderada. 

moda | dicas de moda | moda feminina | roupas | guarda-roupa | consultoria de moda | 5 coisas para evitar ao montar um look | moda 2017 | moda 2018

Imagem: Pinterest - reprodução.

 

#1 NÃO SE PREOCUPAR COM O TEOR DA OCASIÃO

Este é um dos principais pontos para evitar. Se você tem uma festa para ir, é importante se informar a respeito de seu teor, ou seja: se é sport fino, black tie, casual chic, social, à fantasia, etc. Pergunte ao anfitrião - ou tente se informar com outros convidados, caso a informação não conste no convite. Sabendo qual é o dress code, você conseguirá se vestir de acordo. É claro que, para algumas ocasiões, existe o dress code chamado 'padrão', que todos já conhecem mais ou menos a maneira com a qual deve se vestir. São algumas delas: casamentos; missas (ou qualquer cerimônia de teor religioso); formaturas; ocasiões de ordem jurídica.                                                                                                     

#2 NÃO EXPERIMENTAR O LOOK ANTES DA "HORA H"

Outra coisa para não fazer. Provar o look antes do evento pode evitar muitos desastres, por motivos de: A) a peça de roupa que você tem em mente pode estar suja, amassada, rasgada ou não lhe servir mais (e aí você tem tempo de providenciar os reparos ou de pensar num novo look); B) também pode acontecer de você não gostar da combinação no corpo, de não ficar da forma como você imaginou (o famoso caso do EXPECTATIVA versus REALIDADE) ou C) com antecedência, você consegue mais tempo para se organizar para comprar algo, caso precise, ou até mesmo pedir emprestado.

#3 COPIAR O LOOK DE ALGUÉM

Este tópico poderia ser justificado por inúmeras razões, mas, para começar, temos duas já bem fortes: A) copiar o look de alguém (uma amiga, por exemplo) pode passar uma imagem errada da sua personalidade, já que raramente duas pessoas pensam exatamente igual e têm exatamente os mesmos gostos; B) comprar o look exatamente da forma que viu na vitrine pode te fazer chegar em casa e não gostar do que comprou - pelo mesmo motivo do ítem A. Se copiar a amiga já é arriscado, imagine copiar a produção de uma pessoa que fez montagem para uma vitrine e que nem sequer imagina seus gostos. Copiar nunca é a solução. No fim das contas, você não se sentirá devidamente representada pelo que veste e isto causa baixa-estima. 

#4 NÃO CONHECER SEU ESTILO PRÓPRIO

Esta é uma das razões pelas quais as pessoas acabam caindo na "pegadinha" do tópico 3. Quando você não se conhece e não identifica seu próprio estilo, você se sente perdido(a) ao se vestir, para qualquer ocasião que seja - até mesmo, para ir à padaria. Conhecer a si mesmo(a) e formar um estilo próprio é fundamental para se sentir segura e feliz ao montar qualquer look. Desta forma, você vai passar a representar sua personalidade através da vestimenta, com dignidade. Aqui nesse post eu falo mais sobre como construir seu próprio estilo, em 6 passos.

#5  NÃO PENSAR NA MENSAGEM QUE VOCÊ QUER PASSAR

Esta é uma tecla na qual bato toda vez que o assunto é se vestir. Ao montar um look, devemos sempre nos perguntar "que mensagem quero passar?". Se você vai a uma reunião de trabalho, por exemplo, o que você gostaria de transmitir às pessoas presentes: que é uma pessoa responsável? Séria? Em se tratando de um primeiro encontro, o que você quer passar para a outra pessoa? Que é alguém divertido, simpático? Se, em um terceiro exemplo, você for madrinha de um casamento, qual mensagem quer passar através do seu look? Que é alguém importante? Quer transmitir elegância? Tudo isso você deve se perguntar na hora em que estiver pensando no que vestir. Não se trata de alimentar estereótipos, mas, de simplesmente explicar quem você é e o que pensa através da vestimenta, sem a necessidade de utilizar palavras - ao menos, em um primeiro momento. Tem coisa melhor?

MAIS: 10 dicas para disfarçar gordurinhas no look

Gostaram das dicas? Espero que aproveitem bastante! Depois vem me contar aqui nos comentários, se evitar estes 5 pontos funcionou pra você. E, claro, não deixe de sugerir outros temas para posts! Nos vemos na próxima ;)

Beijos!

Marcéli

 

Deixe um comentário

Meu primeiro fio de cabelo branco

outubro 8, 2017


comportamento | comportamento humano | cabelo branco | fio de cabelo branco | relacionamento | meu primeiro fio de cabelo branco | reflexoes | textos de autoajuda

Imagem: Pinterest - reprodução.

Faz tempo que não faço posts reflexivos - e eles são necessários, não só para dar aquela “lavada na alma”, mas, porque eu sei que posso ajudar muita gente com um simples texto. Eu gosto, ao menos, de acreditar que posso.

Outro dia surgiu o assunto “30 anos” numa rodinha de amigas e, ao passo que vejo muita gente envelhecendo com dignidade, vejo muita, mas muita gente criando pânico para o fato de fazer 30 anos. "Fazer 30 anos é muito pesado", disse uma das amigas da roda. Admito que lá pelos meus 19, 20, eu cultivava esse pânico. Hoje, encaro apenas como um acontecimento natural. Acredito que à medida que as coisas se aproximam do que precisam acontecer, não existe outra forma a não ser encarar - e, podendo encarar com bons olhos, melhor pra sua vivência e sua autoestima.

Não faz muito tempo, encontrei um primeiro fio branco crescendo em meio aos meus fios arruivados tingidos. Sabe como me senti? Madura. Um pouco cansada, é verdade, afinal, essa luta diária que a vida terrestre nos proporciona tá longe de ser fácil. Mas, acima de tudo, com mais certeza das minhas prioridades, do que quero pra minha vida. Com mais certeza de quem sou e do que ando deixando de ser. O fio branco a gente pinta, mas o caráter que a gente forma por dentro, esse fica difícil maquiar. Pelo menos, a longo prazo.

Maturidade é uma das coisas boas que a “velhice" (entre aspas, porque né?!) nos proporciona. A gente deixa de lado aquela mediocridade das pequenas ilusões da juventude e começa a dar importância para o que realmente é importante. Ao menos deveria… E, veja só, até parece que 30 anos é a chegada da velhice. Muita vovó por aí iria se ofender com essa perspectiva, aposto - e digo “vovó" no melhor sentido da palavra!

Tá na hora de casar”, “não tenho uma carreira definida”, “putz, preciso ter filhos, não quero ser pai-avô/mãe-avó”… Afirmações que, com o perdão da palavra, são muito ridículas porque, em primeiro lugar, condenam o próprio locutor. Em segundo lugar: quem disse que tudo isso tem que acontecer antes dos 30? Aliás… quem disse que tudo isso tem que acontecer um dia??

O que mais tem me cansado ao longo da vida, até o presente momento, são estes rótulos imbecis que a sociedade gruda na nossa testa e a gente deixa. Volta e meia nos vemos presos a um deles, já reparou? E isso mina nosso amor próprio, porque damos de cara com eles a todo momento e tudo que eles dizem é: “você não é bom/boa o bastante”. São estes rótulos que criam "curas" pra coisas que não precisam de cura; que fazem umas pessoas bombardearem outras; que dão o Start para guerras e outras coisas horríveis que já aconteceram e ainda acontecem no mundo. A gente se destrói por tão pouco...

comportamento | comportamento humano | cabelo branco | fio de cabelo branco | relacionamento | meu primeiro fio de cabelo branco | reflexoes | textos de autoajuda

Um sábio senhor diz pra mim, de vez em quando, sempre que reclamo que “tal coisa demora a acontecer” que “tudo acontece no tempo de Deus”. E eu acho que esta foi uma das afirmações mais maravilhosas que já ouvi recentemente. Por quê? Bom, quem melhor que Deus sabe o que é bom pra você? Pra mim?? Isto aqui não é texto que defende religião nenhuma. Eu só defendo aqui o otimismo de acreditar em algo maior - seja Deus, seja Mãe Terra ou o que você quiser chamar - que sabe tudo o que acontece e que faz acontecer pro bem, de alguma forma. O que nós, humanos, criamos pode nem sempre ser para o bem, porque somos imperfeitos. Mas o que essa energia maior cria, com certeza, é perfeito. E com certeza também está além do nosso entendimento, mas o fato de acreditar e ter fé já muda muita coisa pra melhor.

Moral da história? Dane-se o fio branco. Agradeça por estar vivo(a), por ter saúde e por ter qualquer ínfima oportunidade, de qualquer coisa. Pare de se apegar a futilidades de 30, 40, 50 anos. Viva como se números e idade não existissem, trabalhe para realizar o que deseja, plante coisas boas para ter coisas melhores ainda pra colher. Ame a si mesmo, ame os outros o quanto puder… quando não puder, bom, digo por mim: me afasto e desejo o melhor para aquela pessoa bem longe de mim. Trabalhe diariamente para evoluir a bagagem de dentro. É só esta que importa. Porque o por fora, meu bem… dessa vida, nada que é externo vai com a gente na viagem.

MAIS: A verdade sobre ser blogueira que ninguém te contou

Beijos e boa semana pra nós!

Marcéli

 

Deixe um comentário

Looks com body feminino: para verão e inverno

outubro 1, 2017


moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

Existe um lado bom em morarmos num país onde, pelo menos na maioria das regiões, o inverno não é nada rigoroso: você consegue elaborar um closet democrático e útil para o ano todo. É só fazer uma adaptaçãozinha aqui, outra ali, e seu look tá pronto para a temperatura em questão.

Uma peça que pode entrar pra essa lista de ítens versáteis para o ano todo é o body. Queridinho do verão, sem dúvida, ele delineia e favorece as curvas do corpo e pode acompanhar você em diversas ocasiões, dentro e fora da areia - e ele também entra em composições de meia-estação e até de frio.

O post de hoje é com inspirações de looks com ele: o body! Vamos lá?

moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

O combo de verão com body é bem básico e, talvez, óbvio: "shortíneos"+ sandália ou tênis, ou saia - longa, mini, midi, o que seu humor pedir. Um quimono por cima pode proteger de eventuais ventinhos, ou então deixe as curvas para jogo e nada de terceira peça - porque, afinal de contas, não somos obrigadas! ;)

moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

Já na meia estação pede quase que, obrigatoriamente, uma terceira peça em cima do seu combo de body e peça de baixo. Isto porque as mudanças de temperaturas passam a ser mais bruscas e inesperadas. Calças folgadas, como flare ou pantacourt, são boas companhias para o body, assim como sapatos fechados.

moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

moda | moda 2017 | moda 2018| body preto | looks com body | moda feminina | roupas | body | tendências

Imagens: reprodução [Pinterest].

E finalmente, no inverno, a necessidade é de apostar em peças mais quentes em contraponto ao body fresquinho. Tá certo que aqui no Brasil o frio é bem tranquilo na maior parte do país, mas, na dúvida, invista em combos de calças de tecidos mais quentinhos + casacos/jaquetas/cardigans/trench coats e sapatos fechados, entre botas, oxfords e afins.

MAIS: Como usar o quimono de franjas

E você, curte bodies? Tem algum no armário que pretende usar o ano todo?? Pode investir que está em alta! Nos vemos na próxima dica.

Beijos ;)

Marcéli

 

Deixe um comentário

Cinta modeladora: da antiguidade aos dias atuais

setembro 24, 2017


cinta modeladora | moda | roupas | corselete | corpete | moda 2018 | moda 2017 | moda feminina

Os padrões de beleza mudam, mas, o uso da cinta modeladora continua para aquelas que querem reduzir um pouquinho as medidas da cintura. Hoje, vamos falar sobre ela!

Infelizmente, procurar formas de se adaptar à moda da época é uma cultura enraizada em nossa sociedade há décadas. Na antiguidade, mulheres se apertavam dentro de espartilhos para ter a "silhueta perfeita", em contraste a um largo quadril e seios fartos. cinta modeladora | moda | roupas | corselete | corpete | moda 2018 | moda 2017 | moda femininaFelizmente, padrões vem sendo cada vez mais antiquados nos dias de hoje, mas, ainda assim, uma cintura fina permanece como objetivo de algumas mulheres por questão de gosto. E, para alcançá-lo, recorrem ao uso da cinta modeladora.

cinta modeladora | moda | roupas | corselete | corpete | moda 2018 | moda 2017 | moda feminina

O corselete foi uma das peças com o mesmo objetivo da cinta modeladora, utilizado no início do século XIV; neste período, homens e mulheres faziam uso do artefato. Com o tempo, somente as mulheres o utilizavam em looks com saias longas e volumosas. Até a Idade Média, os seios eram sustentados por esses corseletes; com o tempo, a peça se tornou mais rígida e pesada e passou a ser chamado 'espartilho'.

 

cinta modeladora | moda | roupas | corselete | corpete | moda 2018 | moda 2017 | moda feminina

O Renascimento foi o período em que a sensualidade e o erotismo feminino eram exaltados e, durante o século XV, a atenção era voltada para os seios - fase que também favoreceu o uso de corseletes e corpetes; mais tarde, o vestuário tornou-se mais rígido e surgiu então o corpete despontado. A partir daí, a peça passou por muitas mudanças, mas, continua sendo muito usada para modelar o corpo até os dias de hoje - para quem assim o quer. Atualmente, é batizada de cinta modeladora.

cinta modeladora | moda | roupas | corselete | corpete | moda 2018 | moda 2017 | moda feminina

Excesso não é bom para nada e, com a cinta modeladora, não é diferente. Existem tipos de cinta para vários objetivos, além de deixar a cintura mais fina e curvilínea. É necessário escolher com cuidado o modelo e tamanho, para que estes se adaptem corretamente ao seu corpo, evitando problemas de circulação ou lesão na pele, por exemplo.

Das funções da cinta modeladora que vão além da estética estão a indicação para problemas posturais e para o uso pós-operatório - de cirurgias como cesária e/ou lipoaspiração.

cinta modeladora | moda | roupas | corselete | corpete | moda 2018 | moda 2017 | moda feminina

Imagens: reprodução - Pinterest.

As cintas modeladoras precisam ser feitas com materiais de qualidade; os mais indicados são microfibra e elastano, que oferecem mais conforto e movimento durante o uso. Para quem quer aderir à cinta, mas tem dúvidas, veja opções de looks onde pode se tornar mais apropriado incluí-la:

  • vestidos de festa;
  • calças flare;
  • camisas mais justas;
  • peças de tecido bem maleável no geral.

É importante lembrar: estar com a cintura fininha ou "esconder" gordurinhas não é imposição alguma, pois, diferentemente da década de XV, hoje a moda nos dá cada vez mais liberdade de escolhermos quem queremos ser. Está é a apenas uma dissertação a respeito da peça originária do espartilho, dedicada a quem gosta de usar.

MAIS: Emagrecimento e definição - como alcançar estes dois objetivos com saúde?

E vocês, curtem usar cinta modeladora? Deixem sua opinião!

Até a próxima!!

Jacqueline Gonçalo 

[colaboração].

 

Deixe um comentário

Corrente de óculos: moda passageira ou permanente?

setembro 18, 2017


moda | moda 2017 | moda 2018 | estilo | tendencia | óculos | correntes para oculos | acessorios | acessorios da moda | looks | oculos de sol | oculos de grau

Polêmica, a cordinha de óculos vem se mostrando cada vez mais presente nos looks de rua. E a gente já sabe que, hoje em dia, não é mais exclusividade das passarelas dizer o que está em alta. As ruas nos mostram demais o que é que cai de fato no "gosto do povo" e ambas se aliam para nos mostrar algo, digamos... mais real e menos conceitual. Será que sempre acertam?

Posso dizer por mim, como profissional da área de moda, que, ATÉ O MOMENTO não aderi a essas cordinhas. Nada pessoal, só acho que meu bolso prioriza gastar com outras coisas agora, rs. Falei, inclusive, sobre 3 modinhas que nunca usei até o momento, no meu vídeo mais recente, no qual menciono essa tendência das cordinhas. Abaixo, algumas inspirações para você que está pensando em aderir! 

moda | moda 2017 | moda 2018 | estilo | tendencia | óculos | correntes para oculos | acessorios | acessorios da moda | looks | oculos de sol | oculos de grau

moda | moda 2017 | moda 2018 | estilo | tendencia | óculos | correntes para oculos | acessorios | acessorios da moda | looks | oculos de sol | oculos de grau

EXISTE FUNCIONALIDADE?

A meu ver, até que sim. Afinal, pra quem vive com os óculos (principalmente, de grau) no rosto e, por um breve momento, precisa removê-los, a cordinha (ou corrente) tem a funcionalidade de mantê-los ali, ao alcance, e em segurança. Já para os óculos de Sol, creio que a moda seja mais estética que propriamente funcional. Afinal de contas, mesmo que erroneamente, a maioria das pessoas ainda os usa como "arco" quando quer tirá-los por algum momento.

moda | moda 2017 | moda 2018 | estilo | tendencia | óculos | correntes para oculos | acessorios | acessorios da moda | looks | oculos de sol | oculos de grau

LONGO OU CURTO PRAZO?

Difícil dizer por hora, já que elas entraram em cena há pouco tempo. Arrisco, no entanto, a palpitar que, pela porcentagem de funcionalidade, o acessório tende a se manter e pode acabar se reiventando ao longo das temporadas, assim como outras apostas que apareceram e que se firmaram de diferentes modos - entre elas, a cor rosa, a sobreposição, o brilho e os sapatos flatform.

moda | moda 2017 | moda 2018 | estilo | tendencia | óculos | correntes para oculos | acessorios | acessorios da moda | looks | oculos de sol | oculos de grau

moda | moda 2017 | moda 2018 | estilo | tendencia | óculos | correntes para oculos | acessorios | acessorios da moda | looks | oculos de sol | oculos de grau

MAIS: Os 4 erros mais comuns ao escolher um look

E você? Curte a ideia de colocar correntinhas nos óculos?? Conta pra mim!

Super beijo e até a próxima ;)

Marcéli

 

Deixe um comentário