Consultoria de estilo: por quê e como comprar com qualidade

, maio 18, 2017


moda | compras | como comprar | guarda roupa | guarda roupas | consumo | como comprar com qualidade

Um dos dilemas de (quase) toda mulher é este: "NÃO TENHO ROUPA". Você já pronunciou essa frase alguma vez em sua existência? Bem, eu já. E, se este também foi o seu caso, calma. Eu tenho a solução!

O trabalho de um consultor de estilo ou personal stylist consiste em, entre outras coisas, avaliar o que a pessoa possui em seu acervo e do que ela realmente sente necessidade para sua vida - profissional, social e pessoal. É um conjunto de fatores, muito bem avaliados, que determina aquilo de que você realmente precisa comprar e aquilo que você já tem em quantidade satisfatória dentro do seu guarda-roupa.

moda | compras | como comprar | guarda roupa | guarda roupas | consumo | como comprar com qualidade

E por quê eu falo isso? Porque esta é a base para meu slogan Use a Moda para Ser Feliz. Trocado em miúdos, reflita um pouquinho se não dá uma felicidade danada quando a gente se sente representada pela roupa que se usa? Estar bem com a própria aparência e com a forma com a qual a gente se mostra para o mundo é um grande fator contribuinte pra que nossa autoestima se eleve. 

E autoestima é tudo! Pra saber mais explicadinho e desenhado tudo isso que estou falando, dá o play no vídeo e confira 3 passos pra você alcançar essa plenitude. É mais fácil do que você pensa ;)

Gostou? Então se inscreva no meu canal, para conferir um vídeo novo toda quinta-feira, com dicas que podem tornar o seu dia a dia de se vestir mais útil e divertido.

MAIS: O profundo significado da cor branca - no âmbito histórico, político e social

Grande  beijo e até a próxima!

Marcéli

 

moda | compras | moda feminina | e-commerce | brecho online | roupas |

Deixe um comentário

Manual das cores: a cartela cromática e suas várias combinações na moda e no décor

maio 15, 2017


cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

Finalmente! A pedidos, o post de hoje é dedicado especialmente às cores - e às maravilhas que elas podem nos proporcionar em termos visuais (e que muita gente nem sabe!). Em primeiro lugar, quero apresentar a vocês o círculo cromático.

O círculo cromático, que é esta cartelinha redonda aí em cima, é composto por todos os tons existentes, definidos e percebidos por nossa visão. Ou seja: todas as tonalidades possíveis que podem ser formadas a partir dos tons primários - que são: o azul, o vermelho e o amarelo. Das cores primárias se dão as secundárias - verde, laranja e violeta - e as terciárias - roxo-avermelhado, laranja-avermelhado, laranja-amarelado, verde-amarelado, verde-azulado, roxo-azulado - que, trocado em miúdos, são os que costumo  chamar surtons.

Além desta divisão, existem outras duas, que já nos ajudam a enxergar algumas formas de combinações, denominadas: Cores Frias e Cores Quentes. Sua classificação se dá, também, à sensação que elas proporcionam.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridosE o que a gente faz com tanta informação colorida? Bem, na própria cartela de cores, existem algumas maneiras de saber o que combinar, dentro das opções chamadas "harmonias". É claro que cada um é livre pra usar a combinação que quiser, mas, se você precisa de uma orientação a respeito desta prática, as harmonias estão aí pra ajudar - não só a montar looks, mas, também, a organizar os tons de um ambiente no âmbito do décor - e até a organizar seu guarda-roupas!

Eu também as chamo de 'Combinações Cromáticas'. São estas:

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridosA palavra "monocromática" não deve ser tão estranha aos olhos de quem lida com vestuário, de alguma forma. É, a grosso modo, tudo aquilo que for combinado "de uma cor só". Não importa o tom: a combinação monocromática se dá ao uso de todas as cores que pertencerem à mesma matiz, no círculo (como você vê na imagem).

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

Logo, aquele matching que você tanto ouve, de "tom-sobre-tom", nada mais é que uma combinação desta - muito fácil de se fazer para a correria do cotidiano, diga-se de passagem.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridosJá a combinação análoga não é exatamente 'difícil', mas, exige um pouco mais de ousadia da parte de quem quer fazer. Sua coordenação no círculo trata-se de localizar os dois tons "vizinhos" de uma cor principal. Por exemplo: as análogas do laranja-escuro são o laranja claro e o vermelho. E assim por diante.

No décor e na moda, trata-se daquela tendência que foi batizada por muito tempo de color blocking.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

Alguém lembra? A combinação complementar, que você confere logo em seguida, também participou dessa trend - e foi motivo de muitas polêmicas.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridosEsta também é uma técnica de combinação utilizada no color blocking; a diferença, entre esta e a anterior, é que é ainda mais ousada - por se tratar de coordenação entre cores opostas.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

No círculo, a forma de encontrá-las é localizar exatamente os lados opostos - na falta de uma seta imaginária, dá pra fazer uso de uma régua.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridosNão precisa se assustar com o nome: chama-se "combinação tríade" ou "tríadica", porque a localização de cores forma um triângulo. Nesta combinação, faz-se uso de 3 tons equidistantes dentro do círculo cromático - como, por exemplo: azul, amarelo e vermelho. É uma maneira, digamos, mais técnica, de transformar um ambiente ou um visual bem colorido.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

Outra maneira de "acertar" na geometria do círculo, na hora de fazer a localização, é unificar 3 casas de cores pra cada lado, na hora que formar o triângulo. 

FUNÇÕES DE UMA COR

As cores não só traduzem nosso estado de espírito como, também, podem ou não valorizar nosso tom de pele e/ou cabelo. Por exemplo: se estamos felizes, costumamos nos vestir com tons mais alegres ou mais românticos - normalmente, são cores que nos agradam (no meu caso é o rosa!). Se estamos abatidas, um tom amarelado pode enfatizar esse estado - ou seja, o mais indicado seriam tons avermelhados ou alaranjados, para amenizar e contrastar. E assim por diante.

Existem aqueles tons da cartela cromática que são considerados democráticos, ou seja, que "se encaixam" em qualquer tom de pele, sem restrições.  São os tons de verde, de azul, de roxo, de vermelho e de rosa. Para facilitar sua localização no círculo, vale desenhar um "V", que você logo os localiza.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

As demais cores, como se aproximam levemente dos tons de pele reais, sofrem leves restrições, por motivos de: valorização do tom.

cores | moda | moda e cores | tabela de cores | circulo cromatico | tons de pele | combinacao de cores | moda feminina | looks coloridos

[Imagens: Pinterest - reprodução. Fonte: amopintarwikiHow].

Lembrando que, quando falamos em MATIZ, nos referimos à toda a extensão daquela cor na cartela, da ponta até o centro (vide primeira imagem de combinação monocromática). Estas são algumas sugestões de tons que valorizam cada cor de pele, não necessariamente sendo estes exemplos de cor de pele os únicos - uma vez que o tom da nossa pele sofre influência de vários fatores, entre eles, o Sol. Por favor, não tome isto como regra, apenas como uma referência!

MAIS: Greenery é a cor de 2017. Veja ideias de looks e decoração neste tom

Gostou deste manual? Se ainda surgir alguma dúvida, não hesite em comentar aqui, perguntando! E, é claro, sugestões e críticas são sempre bem-vindas. #Useamodaparaserfeliz!

Beijocas,

Marcéli

Deixe um comentário

Meia arrastão: o complemento rocker do look para esta temporada

maio 8, 2017


moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

Mais uma relíquia dos anos 80 que invadiu a temporada, a meia arrastão chega para "roqueirar" seu visual. Amantes do estilo musical vão comemorar (tipo EU, rs). Mas, apesar de seu auge ter acontecido nesta década, usada mais comumente por mulheres, as meias-calças em geral (antigamente também chamada "colãs"), eram, curiosamente, usadas apenas por homens no tempo da Mesopotâmia - isto, há uns 2.200 anos.

Os soldados vestiam a peça para se aquecer do frio e para montar a cavalo; já os nobres, utilizavam a meia-calça como recurso "sedutor", competindo pelos melhores fios e bordados. Que gracinhas...

moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

A meia-arrastão, criada posteriormente, chegou a ser estereotipada por dançarinas de cancan e charleston, que preferiam o modelo "furadinho" ao convencional para dançar, uma vez que este não continha a transpiração e promovia mais elasticidade. Por este motivo, chegou a ser considerado item bastante vulgar para ser visto sendo usado por "boas moças" (zzzz).

Até que, então, nos anos 80, com a evolução das técnicas em fios, a meia-calça se repaginou e passou a ser utilizada pelas mulheres como um artefato para aquecer sim, mas, principalmente, para tornar o visual mais sexy - e, no caso dos modelinhos batizados como "arrastão", mais rebelde. E este é o significado que trazemos para a moda atual.

Um ícone que re-estereotipou a meia arrastão foi Madonna - que, apesar de mais pop que rock, trazia em sua imagem um comportamento pra lá de rebelde e irreverente.

moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

Seu uso atual é - nada surpreendente - democrático. Especialmente por baixo de calças jeans destroyed, a febre se espalhou até mesmo por quem não é amante do estilo musical punk rock. Cá entre nós, acho um pouco caricato e contraditório pessoas pagodeiras/funkeiras/sertanejeiras aderindo ao estilo, MAS, é claro que cada um veste o que quiser. Se você ama pagode, mas acha que o estilo punk rock de se vestir te representa, NÉ. Quem sou eu para julgar...

moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

O fato é que o estereótipo vulgar vem caindo por terra e a meia arrastão ganha, cada vez mais, o título de rebeldia. Tenho meu palpite que tempos políticos macabros contribuem para esse comportamento através da vestimenta, assim como tudo ao longo da hitória.

Além dos modelos de calças, que têm sido bem vistos usados por cima da peça, saias jeans, roupas em couro (fake ou não) e motivos fetiches e militares são algumas das principais referências na hora de combinar. O lance é deixar uma parte da meia à mostra, em cima, com o cós da outra peça mais abaixo. Tem também a opção de usar os modelitos "soquetes", que são bem gracinhas e mais discretos (para quem quer começar, mas, precisa de algo softer).

moda | moda 2017 | moda feminina | meia arrastao 2017 | meia arrastao | como usar meia arrastao | looks com meia arrastao

Imagens: Pinterest - reprodução.

MAIS: Manual da meia-calça - como usá-la, da preta à colorida

E aí, o que me dizem a respeito da meia-arrastão? Hot or not?? Arriscam usar?? Me contem tudo! Não se esqueçam de comentar, se tiverem qualquer dúvida ou sugestão a respeito desse post. Nos vemos na próxima!

Super beijo!

Marcéli

 

moda | compras | moda feminina | e-commerce | brecho online | roupas |

Deixe um comentário

Sobre ser blogueira na vida real: verdades que ninguém vai te contar

maio 7, 2017


blogueira | blogueira de moda | moda | sobre trabalhar com moda | ser blogueira rica | profissao blogueiro | blogueira da vida real | a verdade sobre ser blogueira | camila coelho | tassia naves

Já faz algum tempo que o termo "blogueira" se consagrou como profissão. Ou influenciadora, se você preferir. Ou, ainda, "Digital Influencer", se você é daquelas que acha que uma palavra só tem valor agregado se for dita em inglês. Enfim. Como muita coisa que entra na moda, essa função rentável entrou na dança.

Como me sinto em relação a isso? Bem, eu gosto e não gosto. Porque, ao passo que me sinto extremamente realizada fazendo algo que amo real - falar sobre moda de maneira prática para ajudar as pessoas -, também me sinto desvalorizada quando associam o que eu faço a "ganhar dinheiro fácil". Antes fosse viu, amigo!? Aliás, chega a ser cômica a quantidade de pessoas que se tornam blogueiros e influenciadores por segundo neste mundo. O pessoal realmente deve acreditar que este é o caminho certo pra ganhar dinheiro fazendo "nada" e, se esta é a sua ideia de ser blogueiro, sinto lhe informar: você está fortemente enganado(a). 

E eu vou te dizer por que: em primeiro lugar, pra se considerar blogueiro você precisa ter poder de influência sobre certa quantidade de pessoas - de preferência, uma quantidade considerável. E isso leva tempo. Ou seja, ninguém "nasce" blogueiro da noite pro dia. É um trabalho beeeeem complexo e beeeeem demorado de visibilidade, de produção de conteúdo, de ESTUDO principalmente (infelizmente, alguns se esquecem dessa parte). Ou seja: põe uns dois aninhos aí, só pra começar.

E depois? Bom, depois que você alcançou este certo poder de influência - no qual você NUNCA vai poder parar de trabalhar em cima, porque você sempre vai precisar alcançar mais e mais pessoas -, você tem que correr atrás de patrocínio. E se você não tiver a sorte de ter um, pra bancar custos de: webdesign, marketing, criação de layout e logomarca, edição de foto/video/imagens/a p*rr@ toda, você vai precisar arrumar um trabalho paralelo pra bancar isso. Porque sem um ÓTIMO conteúdo, bem produzido, bem estruturado e bem apresentado, nenhuma marca vai querer saber de você. Nem a lojinha do "Seu Zé", ali do bairro. Todo mundo se permite ser amador, mas não permite amadorismos alheios. Anota essa pra vida.

Ah. E falando em marcas... captar clientes é FODAMENTE difícil. Com o perdão da palavra. Quer dizer, perdão nada, porque tem cliente que é exatamente isso: FODA. No pior sentido da palavra. Que te faz perder 3 horas montando orçamento e te dá um simples "não, obrigada" depois; que marca reunião com você, faz você planejar seu dia em cima daquilo e na hora H te dá um mega bolo (sim, isto já aconteceu comigo); que vai te cozinhar durante 1 ano da sua vida através da frase: "mês que vem a gente faz um trabalho" e nunca vai fazer. Que vai te mandar um "jabá" (procurar significado no Google) e vai querer que você trabalhe fazendo divulgação pra esse jabá durante um ano inteiro, sendo que o valor do produto não é nem 1/3 do valor do trabalho que você cobraria pra essa divulgação (e ainda dizem que ganho "muitos presentes"). Vai ter gente que até vai topar trabalhar com você, mas antes de fechar negócio, vai diminuir você ao máximo pra justificar a merreca que quer te pagar. E você acaba aceitando porque, né, "melhor um pássaro na mão" do que nenhum.

blogueira | blogueira de moda | moda | sobre trabalhar com moda | ser blogueira rica | profissao blogueiro | blogueira da vida real | a verdade sobre ser blogueira | camila coelho | tassia naves

E a quantidade de "nãos" que você recebe? VISH, incontáveis. Tem empresário que não se dá ao trabalho nem de abrir seu mídia kit, nem ao menos de abrir seu e-mail, quando lê no assunto "proposta de publicidade" ou qualquer coisa do gênero. Vão bater o telefone na sua cara, vão menosprezar você de todas as formas possíveis e imagináveis. Arrisco dizer que, com certeza, ainda não fui surpreendida (ou melhor, decepcionada) de todas as formas. Vai ter alguma nova, a qualquer momento...

Vão ter alguns poucos que vão valorizar seu trabalho de mídia - que é isso o que é, na realidade - e vão voltar a investir em você depois da primeira vez. Mas pense numa média (metafórica) de 1 cliente bom para 15 ruins (e "ruim" que eu digo é em termos profissionais, não pessoais). Ou seja: a primeira palavrinha do seu dicionário pra trabalhar neste meio (e em MUITOS outros, creio) é: "paciência". Mas MUITA. Se você se considera uma pessoa paciente, multiplica essa paciência por 5 e este é mais ou menos o ideal que tem que ter pra ser blogueiro.

Porque, acima de tudo, apesar de você vender uma imagem de alguém "real", "palpável", você NÃO pode cometer erros. Não pode xingar, falar um palavrão. Não pode ser impulsivo. Nem pode fazer cara feia. Tem que viver sorrindo, feliz da vida, boneca Barbie, senão as pessoas te julgam. Se um ser anônimo andando na rua já é julgado, imagina uma figura pública. É lindo sim ver meninas como Camila Coelho e Tássia Naves viajando o globo, hospedadas em hotéis milionários, comendo do bom e do melhor e vestindo looks que valem o preço de um carro importado. É maravilhoso sonhar em ter a conta bancária delas. É, sim.

blogueira | blogueira de moda | moda | sobre trabalhar com moda | ser blogueira rica | profissao blogueiro | blogueira da vida real | a verdade sobre ser blogueira

Mas, questione-se todos os dias se você está disposto(a) a enfrentar tudo isso aí, que descrevi acima, para chegar até lá. E enfrentar todos os dias, várias vezes ao dia. Dormir tarde e acordar cedo; viver com o celular pendurado no rosto, conectada 24hs por dia, 7 dias por semana, obrigatoriamente; pensar 10 vezes em cada passo que vai dar, seja online, seja no ao vivo, porque está sendo observada. Porque tudo o que você fizer e falar vai ter um poder de influência sobre alguém e isso te acarreta responsabilidade. E se fosse tudo isso para ganhar bilhões, ok, né? A gente sempre pensa isso. Mas, durante um bom tempo da sua vida e ao longo da construção de sua carreira, você vai fazer isso por pouquíssimo dinheiro, se não tiver que fazer de graça. Ou, talvez, pelo resto da vida. Porque nem todo mundo chega em níveis astronômicos de ganhos financeiros como Camila e Tássia. Não é nem um pouco fácil quanto parece.

E se é esta a profissão que você escolheu, você vai ter que trabalhar ganhando pouco para começar, senão, você não entra, muito menos permanece neste mercado - que além de saturado de profissionais, está em crise. E nessas de "aceitar o que querem pagar", você vai assistindo à sua própria profissão sendo desvalorizada, várias vezes. Não será uma vez, nem duas, nem três. Serão VÁRIAS VEZES. Mesmo.

Pra terminar, acredite em mim: esse texto aqui não descreve nem 1/4 do que a gente passa. Por isso que aquele clichê do "ame o que faz" nunca foi tão atual. Porque lutar pela sobrevivência, pelo ganha-pão, é algo que você vai ter que fazer de qualquer jeito, obviamente. Resta saber se essa sua luta diária vai ser um prazer ou um tormento. Porque, só amando o que se faz se arruma motivação para continuar.

MAIS: Colares e decotes - você sabe combinar essa dupla?

Eu tenho essa motivação, porque realmente, incondicionalmente, amo o que faço. E você?

Beijos sinceros,

Marcéli.

Deixe um comentário

Decotes e colares: como escolher a melhor dupla para o look?

, maio 4, 2017


moda | acessorios | colares | maxicolar | chocker | como usar acessorios | acessorios da moda | moda 2017

Muitas perguntas giram em torno dos assuntos "colares" e "decotes", na hora de escolher um look. Parece um mero - e até bobo - detalhe, mas, quando escolhemos com cuidado e um pouco mais de atenção qualquer peça da nossa vestimenta, tudo se traduz de maneira mais clara e feliz!

E esses dois ítens - colar e decote - são fatores em nosso look que determinam muuuito mais coisa do que nossa "vã filosofia modística" sonha. Juntos, eles enriquecem, favorecem ou, até mesmo, simplificam uma produção.

moda | acessorios | colares | maxicolar | chocker | como usar acessorios | acessorios da moda | moda 2017

Para entender melhor, nada como um vídeo - com EXEMPLOS, sim senhores. A pedidos, já que, em um outro vídeo, que falei sobre 5 dicas para um look mais elegante, rolaram montes de comentários reclamando que no próprio vídeo não continham exemplos, apesar de conter no post. Pois agora contém no post AND no vídeo!! Bora dar o play?

Espero que aproveitem muito essas dicas em seu dia a dia. E, se surgir uma dúvida, não hesitem em correr aqui e me perguntar! Inscrevam-se no meu canal, para não perder as atualizações de toda quinta-feira, e vamos ser mais felizes falando juntos sobre moda na prática! :D

MAIS: Tudo que rolou no Festival Chilli Beans 

Beijos e até a próxima!

Marcéli

 

moda | compras | moda feminina | e-commerce | brecho online | roupas |

Deixe um comentário